Falcoaria Online

Accipiters Imprint e a Receita – Parte V

Continuando a tradução do artigo escrito por Mike McDermott, segue a continuação sobre a explicação do Lure e presas. Também será abordado a Solução de Problemas, como a agressividade e o ato de carregar as presas.
Enfim, sem mais delongas,
Boa leitura e bons vôos!

Accipiters Imprint e a Receita – Parte V

Mike McDermott

fonte: http://crazycritterlife.tumblr.com/post/64431259665/eat-your-heart-out

fonte: http://crazycritterlife.tumblr.com/post/64431259665/eat-your-heart-out

Mike Kohler, do Missouri, chama seus imprints repetidamente a 300 jardas (274,32 metros) ou mais para o lure durante o treino. Muitos dos principais problemas associados aos accipiters são

graças a associação da luva/comida. A maioria dos problemas secundários serão evitados através do seu intenso treinamento de socialização com a ave. O hábito de chutar pode ser completamente evitado assim como a recusa de voar à presa. Quando você elimina completamente a associação da luva/comida, esses problemas não ocorrerão. Simplesmente nunca chame sua ave para a luva e nunca recompense-a com comida quando ela vier. Frequentemente, durante a caça, o gavião vai voar para o seu punho ou para as mãos extendidas de outras pessoas propositalmente. Certifique-se de que o único reforço que ele vai receber é outro lance. Talvez 40% do tempo, o Gavião-míudo e o Açor irão retornar sozinhos para uma mão extendida devido inteiramente ao condicionamento que eles receberam. A porcentagem de retornos “livres” com o Gavião-do-tanoeiro tende a ser menor. O punho é um lugar onde eles vêem as presas. Evite que eles peguem presas de árvores muito cedo; isso pode vir depois.

            A sintonia é um elemento crítico de todo o treinamento e manejo. Quando sua ave termina de comer sua recompensa no lure, certifique-se de observar cuidadosamente o seu comportamento. Deixe seu accipiter se acalmar antes de levanta-lo com o lure na luva. Essa aproximação cuidadosa pode ajudar a evitar muitas experiências negativas. Depois disso, quando ele foi transferido da presa pro lure, a mesma sensibilidade e cronometragem são necessárias. Quando essa transferência é feita suavemente, qualquer accipiter pode efetuar 5 ou 6 lances a cada caçada, dia após dia. Essa é a repetição das suas lições anteriores do lure. Lembra quando ele era tirado do lure várias vezes durante o treinamento? Ele foi condicionado a pegar várias vezes desde o início.

 

https://www.flickr.com/photos/chorwedel/6910221529/

https://www.flickr.com/photos/chorwedel/6910221529/

Assim que seu Falcão-do-tanoeiro se tornar um empoleirador mais maduro, descontinue a disponibilidade de comida 24 horas. Confie nas três sessões de treinamento cada dia para sua ingestão de comida. Esse é um bom tempo para introduzir escapes. “Crie” a situação na qual elevai certamente obter sucesso. Isso é exatamente o que os pais accipiters estariam fazendo nesse estágio. Assim que ele começa a alcançar o tempo de empenação total, GRADUALMENTE reduza seu peso. Esta perda de peso é muito importante. Accipiters “treinados tradicionalmente” e, particularmente, os Falcões-do-tanoeiro que eram conhecidos por sua personalidade violenta, mudam enquanto suas penas crescem totalmente. Eu suspeito que essa mudança repentina deve-se ao aumento da sua pressão sanguínea e outras mudanças químicas desconhecidas. Durante a empenação da ave, o sangue rico das penas recua e é “armazenado” dentro do sistema corporal principal. Eu não estou ciente de algum estudo mostrando a mudança da pressão sanguínea durante a empenação, mas isso parece plausível. A ave se torna sobrecarregada e literalmente não sabe o que fazer consigo mesma. A perda de peso tradicional sem explicação após a empenação pode ser representada por nervosismo adicional e hiperatividade, em resposta a mudança de pressão. O que nós sabemos ao certo é que quando o peso é diminuido antes da empenação em uma ave treinada pela receita, não há mudança de personalidade ou perda de peso adicional. Elas se mantêm tão fofas e carinhosas como sempre. No dia em que ela empenar, você deve ser capaz de voa-la livremente pela sessão matinal incluindo ao escape. Lembre-se, este é o mesmo assunto de sempre. Ao longo da maior parte da sua vida, ele matou 3 aves por dia. Este dia é igual a qualquer outro para ele. Pule as aulas da tarde e vá caçar presas selvagens.

Solução de problemas

            O controle de peso é a chave principal para o sucesso com qualquer accipiter. A maioria dos falcoeiros vai experimentar um problema com “falso peso de vôo”. Esse peso é encontrado na “descida” para o verdadeiro peso de caça. O accipiter recém empenado irá vocalizar e exibir muitas características físicas de estar no peso de caça. Na realidade, ele está no peso, mas apenas temporariamente! O jovem gavião pode estar perseguindo presas por até mais de duas semanas nesse falso peso de vôo. Então, o controle no campo pode rapidamente se deteriorar com perseguições, se tornando mais desleixadas e até intermitentes. Um pouco mais de motivação de peso é a reposta humana correta. Todas as características de uma ave com fome irão reaparecer, junto com o controle no campo e presas sendo capturadas. Esse é o

http://crazycritterlife.tumblr.com/post/64181228701

http://crazycritterlife.tumblr.com/post/64181228701

real peso de caça e vai se manter assim por um tempo. Muitos problemas de manejo são agravados por um gavião acima do peso. Um gavião no peso certo irá ignorar muitos erros de manejos graças ao seu foco intenso pela caça, que é a única coisa que ocupa sua mente. Um gavião acima do peso terá menos foco, se preocupando mais consigo mesmo e com outras coisas também.

            O único truque para solucionar problemas é o reconhecimento da tendência antes que ela ocorra, mas se isso não funcionar,  deve-se parar o comportamento antes que se torne padrão. Claro que a dificuldade inerente é entender o que causou o comportamento. Agressividade é um exemplo excelente. A agressividade em si nunca é um problema, mas apenas um sintoma de um problema diferente “real”. Por exemplo: a febre é um sintoma de doença, você trata a doença e a febre vai embora. Tipicamente, a agressividade não é causada por apenas um único erro; é causada por um numero de erros coletivos, que interagem entre si. O comportamento de agressividade não é o problema, mas um sintoma evidente de que estamos cometendo erros. Geralmente, o problema vai se mostrar quando e onde sua causa “raiz” está acontecendo. Por exemplo: o falcoeiro X está tendo problemas com a caça e também, quando em casa, as crianças rotineiramente acariciam sua ave “perfeita”. Isto nos mostra que o problema é relacionado ao manejo enquanto a ave segura a presa. Se fosse um problema de manejo geral, a agressividade tomaria conta de outros aspectos da sua vida (o animal não seria acariciável em lugar algum). O elemento crítico é indentificar o problema rapidamente, modificar sua técnica, e o problema acaba antes que se torne um hábito.

http://crazycritterlife.tumblr.com/post/64830038522/moment-of-impact

http://crazycritterlife.tumblr.com/post/64830038522/moment-of-impact

            Um programa de condicionamento anti-carregamento(4) será um longo caminho até eliminar o problema. Porém, qualquer ave voada acima do seu peso de voo terá maior tendência ao carregamento. Voando no peso exato, o gavião tem apenas um pensamento: comer agora mesmo, aqui. Com uma motivação de fome menor, o gavião vai estar igualmente menos focado e irá pensar em onde comer. E é assim que hábitos ruins podem começar. Hábitos infelizes, como o carregamento (ato de carregar), são evitados facilmente e difíceis de corrigir. Nossos dois machos exemplos podem ser usados para ilustrar como o carregamento pode ser evitado. Um nunca carregou, já o outro carregou 3 vezes. Isso fora do grupo de amostras que se aproxima de setecentas

https://www.instagram.com/p/BGx5nJzv4_u/

https://www.instagram.com/p/BGx5nJzv4_u/

mortes. Pardais fizeram uma porcentagem saudável desse grupo, e também são facilmente agrupados. Isso exemplifica como são interconectados os componentes da receita de treinamento. É necessário condicionamento precoce, assim como um controle de peso preciso.

            Baixas temperaturas e a busca pela criação de mais massa muscular vai te tentar a aumentar o peso de voo. Faça isso com muito cuidado. O peso deveria ser aumentado com a saúde e bem-estar da rapina em mente, sempre acima de tudo. O controle de campo é de alta prioridade, pois sem isso você não conseguirá reaver seu gavião de várias situações perigosas que irão surgir. Voar um gavião gordo vai oferecer pequeno conforto quando você considera todos os perigos que ele enfrenta, enquanto fora do seu controle. O uso apropriado de uma balança precisa fará sua falcoaria mais eficiente e divertida. Você será capaz de prever precisamente quando sua ave irá chegar ao peso de caça. Confiança na habilidade do seu rapinante de capturar as presas permite que você tenha uma caçada muito mais tranquila. Através da auto-disciplina com o controle de peso, muito mais diversão será obtida por qualquer um que voe Accipiters(5).

6910221529_9104397ba2_b

https://www.instagram.com/p/BE6r-6INtaz/

Notas:
1. Adicionei os nomes científicos para a facilitar a identificação das espécies que o McDermott cita;
2. Converti também as medidas para facilitar o entendimento;
3. Como citado na parte anterior, apesar do nome em português sugerir que a ave seja um falcão, ela é considerada e citada como gavião
4. Condicionamento para evitar que a ave carregue a presa para arvores, etc.
5. Do inglês Short winged Hawks.
6. Foto do início do artigo por Elaine Catling. Link da fonte aqui.

Comtentarios

Comentario

Sobre o Autor Ver todos os post's

Jessica Tulio

Eai pessoal!
Meu nome é Jessica Tulio e sou a redatora do Falcoaria Online. Vou traduzir os textos para o português para que todos possam aprender cada vez mais sobre a nobre arte que é a falcoaria. Estagiei durante 1 ano e meio com educação ambiental e reabilitação de aves de rapina no CeRAS, um setor do Zoo de João Pessoa. Graças a esse estágio, pude escrever minha monografia sobre Educação Ambiental utilizando rapinantes, que se tornará um artigo no futuro. Também faço parte do Falcoeiras BR e sou associada da ANF e da ABFPAR.

Pular para a barra de ferramentas