Falcoaria Online

AutorJessica Tulio

Perguntas Mais Frequentes por Iniciantes

Boa tarde, galera!
Vimos que muitos iniciantes dos estudos da Arte da Falcoaria geralmente apresentam as mesmas dúvidas. Sendo assim, decidimos fazer um artigo sobre as dúvidas mais frequentes que encontramos no nosso dia-a-dia.
Esperamos que esse artigo sane todas as dúvidas e que, se por acaso surgirem mais, mande sua pergunta para que possamos responde-las em um próximo artigo!
Boa leitura, bons estudos e bons voos!

Parabuteo unicinctus. III ENF

Parabuteo unicinctus. III ENF

1- O que é falcoaria?
É o treino de aves de rapina para a caça de presas em seu ambiente natural, desenvolvendo a tolerância dos rapinantes à nossa presença. O treinamento serve para condicionar (impor condições) para que não seja uma atribulação e dificulte a nossa presença e interação em geral. Leia Mais

Accipiters Imprint e a Receita – Parte V

Continuando a tradução do artigo escrito por Mike McDermott, segue a continuação sobre a explicação do Lure e presas. Também será abordado a Solução de Problemas, como a agressividade e o ato de carregar as presas.
Enfim, sem mais delongas,
Boa leitura e bons vôos!

Accipiters Imprint e a Receita – Parte V

Mike McDermott

fonte: http://crazycritterlife.tumblr.com/post/64431259665/eat-your-heart-out

fonte: http://crazycritterlife.tumblr.com/post/64431259665/eat-your-heart-out

Mike Kohler, do Missouri, chama seus imprints repetidamente a 300 jardas (274,32 metros) ou mais para o lure durante o treino. Muitos dos principais problemas associados aos accipiters são

graças a associação da luva/comida. A maioria dos problemas secundários serão evitados através do seu intenso treinamento de socialização com a ave. O hábito de chutar pode ser completamente evitado assim como a recusa de voar à presa. Quando você elimina completamente a associação da luva/comida, esses problemas não ocorrerão. Simplesmente nunca chame sua ave para a luva e nunca recompense-a com comida quando ela vier. Frequentemente, durante a caça, o gavião vai voar para o seu punho ou para as mãos extendidas de outras pessoas propositalmente. Certifique-se de que o único reforço que ele vai receber é outro lance. Talvez 40% do tempo, o Gavião-míudo e o Açor irão retornar sozinhos para uma mão extendida devido inteiramente ao condicionamento que eles receberam. A porcentagem de retornos “livres” com o Gavião-do-tanoeiro tende a ser menor. O punho é um lugar onde eles vêem as presas. Evite que eles peguem presas de árvores muito cedo; isso pode vir depois. Leia Mais

Bird strike: um problema recorrente

 

Ultimamente temos visto diversas notícias sobre a colisão de aves contra aviões, ocasionando diversos problemas.
O texto abaixo foi escrito pelo piloto Rodrigo Lebsa exclusivamente para o Falcoaria Online!
Boa leitura.

Fonte: http://www.copybook.com/airport/companies/phoenix/birdstrike-prevention-services-gallery/aircraft-windscreen-birdstrike_01

Fonte: http://www.copybook.com/airport/companies/phoenix/birdstrike-prevention-services-gallery/aircraft-windscreen-birdstrike_01

É sabido que os pássaros dominam a arte de voar a milhares de anos. Entretanto, fora de imediato o conflito no espaço aéreo quando o homem decidiu galgar os céus com máquinas mais pesadas que o ar. Desde o primeiro evento registrado no diário dos Irmãos Wright, em 1905, homens e aves colidem, causando um risco tanto a aviação quanto ao ecossistema.

Segundo o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, Risco Aviário é a denominação para o risco decorrente da utilização do mesmo espaço aéreo por aeronaves e aves. No Brasil, foram relatadas 357 ocorrências no ano de 2016 até a data de hoje, o que demonstra a periodicidade desse fato. Esses reportes incluem de avistamentos até colisões, onde 270 deles ocasionaram em adversidades ao voo (decolagem abortada, aproximação perdida ou desestabilizada, entre outros). Mas, por que isso é tão frequente?

Leia Mais

Accipiters Imprint e a Receita – Parte IV

 

Accipiters Imprint e a Receita – Parte IV

Mike McDermott

Criando o Imprint Perfeito Utilizando a Receita

Condicionar o seu Falcão-do-tanoeiro a não carregar uma presa ou lure é criar, essencialmente, um padrão de confiança, aprendizagem e segurança em sua mente. Para um nível mais elevado, a maior parte do condicionamento deve ser realizado enquanto ele ainda é pequeno. Noventa e nove porcento de todo o treino deve ocorrer antes do crescimento completo das penas. Desde o primeiro dia que a ave é adquira, ela está aprendendo tudo a que é exposta. Bons gaviões são treinados, excelentes gaviões são criados propositalmente. Exponha ele a tudo que é imaginável.

Falcão-do-tanoeiro na luva. Fonte: https://www.pinterest.com/pin/405746247649798077/

Falcão-do-tanoeiro na luva. Fonte: https://www.pinterest.com/pin/405746247649798077/

Considere a seguinte situação hipotética: existem dois irmãos, um é mantido dentro de um quarto escuro e a comida é servida por debaixo da porta. O outro irmão é levado para todos os lugares e exposto a tudo. Qual criança terá mais chances de obter sucesso? A mesma coisa serve para ninhegos. Tenha uma pequena caixa ninho de 6 polegadas (15,24 cm) quadradas completamente cheia de gravetos. Os gravetos irão prevenir que o filhote em crescimento se machuque contra as pontas expostas da caixa. Uma caixa pequena como esta é conveniente de se carregar. Nunca pegue seu ninhego fisicamente; em vez disso, gentilmente faça-o entrar na caixa, enquanto o inclina. Leia Mais

Accipiters Imprint e a Receita – Parte III

Continuando, mais uma parte do artigo “Accipiters Imprint e a Receita”.
Dessa vez, você poderá entender como criar um accipiter perfeito imprintado, desde a escolha do ninho até a introdução das presas.
Boa leitura e bons vôos!

Falcão-do-tanoeiro e presa. Fonte: Tumblr

Falcão-do-tanoeiro e presa. Fonte: Tumblr

 

Accipiters Imprint e a Receita – Parte III

Mike McDermott

 

Criando o Imprint Perfeito Utilizando a Receita

          Seu accipiter deve estar tão acostumado com a vida rotineira que nem irá mais dar “tocos”. Pelo seu condicionamento em toda a sua vida, problemas com penas e comportamentais normalmente associados ao accipiter atrelado simplesmente não ocorrerão. Eu recomendo que seu gavião seja mantido estritamente dentro de casa. Eu mantenho o meu atrelado ao poleiro de arco, bem no meio da minha sala de estar. O poleiro é colocado em cima de um pedaço quadrado de Astroturf de 4 pés (121,92 cm), que é limpo toda semana. Ao manter a ave em casa, você estará

Falcão-do-tanoeiro filhote. Fonte: https://www.facebook.com/Edgedfeatherphotography

Falcão-do-tanoeiro filhote. Fonte: https://www.facebook.com/Edgedfeatherphotography

fazendo uma grande realização! Ela será constantemente cercada por pessoas e atividades. Esse manning (processo de amansamento da ave) contínuo irá mantê-la muito, muito mansa. Quando um gavião tem tanto tempo de contato e pouca associação de comida, o piado será diminuído de pouco para nenhum (mais detalhes posteriormente). Você estará criando o imprint perfeito: completamente manso, sem barulho e absolutamente sem agressividade. Pela ave ser mantida em temperatura constante, o controle e predição de peso podem se tornar bastante exatos. Por se tratar de uma ave “caseira”, o menor desvio comportamental é percebido o mais cedo o possível e você poderá reverter o problema imediatamente. Leia Mais

Pular para a barra de ferramentas